Select language



como aumentar as chances de engravidar

Ao iniciar o planejamento de uma gravidez, a mulher deve buscar a orientação de um especialista em ginecologia e obstetrícia para obter informações sobre quais são os cuidados que ela deve ter antes de engravidar, quais exames devem ser realizados e até mesmo quais são os hábitos que deverão ser modificados, como parar de fumar, por exemplo.

Geralmente, os consultórios ginecológicos recebem diversas pacientes que já tomaram a decisão e estão ansiosas para obter a gravidez. Muitas delas, inclusive, já se informaram sobre todas as fases da gravidez, os exames pré-concepcionais que deverão ser realizados, entre outros cuidados. Contudo, uma dúvida que a maioria das mulheres que querem engravidar nos próximos meses tem é: existe alguma forma de aumentar as chances para engravidar? E a resposta é: sim!

Baseado nisso, nós, médicos da clínica BedMed, decidimos abordar um pouco mais sobre esse assunto tão presente nos dias de hoje!

Quais dicas os obstetras dão para aumentar as chances de engravidar?

Ao atender mulheres que desejam engravidar, os ginecologistas e obstetras respondem a diversas dúvidas, que abordam os mais variados temas, como por exemplo: quais posições durante o ato sexual favorecem a gravidez ou se é possível escolher o sexo do bebê conforme o dia de relação sexual. No entanto, uma das questões mais frequentes está correlacionada com a possibilidade de aumentar as chances de gravidez.

É possível melhorar o desempenho do seu organismo e até mesmo ficar mais atenta aos sinais do corpo e, consequentemente, favorecer a obtenção de uma gravidez de forma mais precoce. Conheça algumas dicas importantes que podem potencializar as chances de engravidar:

ginecologia e obstetricia - período fértil

Conheça o seu período fértil

Uma tarefa não muito fácil, mas que ajuda bastante a engravidar, é o autoconhecimento sobre o seu ciclo menstrual e período fértil. Esse período consiste no momento em que você está ovulando, ou seja, quando um de seus ovários está liberando um óvulo e seu organismo inicia os preparativos para uma gravidez – geralmente ele ocorre no meio do ciclo menstrual.

Em mulheres que têm ciclo regular, ou seja, aquelas que menstruam quase sempre na mesma época do mês, é possível conhecer o período fértil por meio de um cálculo (calcule aqui o seu período fértil). Já aquelas que não têm um ciclo menstrual regular, precisam da orientação de um especialista em ginecologia e, na maioria das vezes, realizar alguns exames para conhecer o período com maior propensão à gravidez.

CTA-E-book-Planejamento

Vale lembrar que, de acordo com os critérios propostos pela Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), é comum ocorrer uma pequena alteração entre os intervalos das menstruações, sendo que o período de 24 a 38 dias de intervalo entre os ciclos é considerado fisiológico.

Muitas mulheres acabam apresentando um quadro de ansiedade extrema para obter a gravidez e geram um desequilíbrio hormonal com consequente irregularidade da menstruação. Por isso, esse guia é apenas um roteiro para auxilia-la a obter uma gravidez. O fundamental é ficar tranquila durante todo o ciclo menstrual e manter relações sexuais frequentes.

mulher deitada

Fique deitada após a relação

De acordo com uma pesquisa realizada por uma clínica de reprodução assistida de Amsterdã, em 2009, as mulheres que permaneciam deitadas por pelo menos 15 minutos após a inseminação artificial apresentavam 50% mais chances de engravidar do que as que se levantavam logo após o término do procedimento.

Apesar de não haver uma comprovação científica que a técnica também funcione para as relações sexuais, o estudo indica que essa posição ajuda os espermatozoides a encontrarem e fecundarem o óvulo mais facilmente. De acordo com obstetras, ficar de pernas para cima ou em posições difíceis depois da relação não influencia em nada. A posição deitada já é suficiente.

consumir mais mel

Consuma mais mel

Assim como outros alimentos adocicados, o mel possui efeito calmante. Consumir mel diariamente, em doses moderadas, sem exageros, ajuda a diminuir a ansiedade e o estresse que essa fase pré-concepcional traz naturalmente. Com isso, ocorre uma redução do desbalanço hormonal e do estresse oxidativo que alteram o potencial fértil da mulher.

Existem afirmações de que os romanos e os germânicos tomavam mel durante o mês que antecedia o casamento para se acalmarem e por ser uma fonte afrodisíaca que aprimorava a fertilidade deles. Daí a origem do termo “lua-de-mel”.

Praticar exercícios

Pratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas ajuda no controle das taxas hormonais, açúcar no sangue, pressão arterial e a manter o peso ideal. Todas essas questões estão diretamente envolvidas com o planejamento de uma gravidez saudável. Vale lembrar que pacientes que têm sobrepeso e ciclos menstruais irregulares tendem a apresentar um melhor padrão da ovulação após a perda de cerca de 5-10% do peso corpóreo.

Além disso, durante a gestação será aconselhada a prática moderada de exercícios físicos adequados e o ideal é que o organismo da mulher já esteja acostumado a eles.

Independentemente da dica que a paciente receber, o ideal é sempre seguir a orientação do ginecologista obstetra para garantir uma futura gravidez tranquila. Sempre que surgirem dúvidas sobre determinados conselhos que recebeu, a mulher deve entrar em contato com o especialista para saber se é aplicável ou não ao caso dela.

planejando a futura gravidez





Deixe um comentário