Select language



teste para confirmar gravidez

Seios inchados, atraso na menstruação, enjoos e desejos de ingerir comidas diferentes fora de hora. No imaginário popular, esses sinais clássicos indicam uma gravidez, mas nem sempre é tão simples assim. Muitas mulheres desejam tanto engravidar que fazem testes de farmácia a todo momento e muitas vezes ficam frustradas com o resultado negativo. Existem, inclusive, alguns relatos de casos de pacientes que querem tanto engravidar que acabam liberando hormônios produzidos pelo cérebro e, consequentemente, apresentam sinais semelhantes aos da gravidez: atraso menstrual, seios inchados e com saída de secreção mamilar e distensão abdominal (esse quadro é chamado de pseudociese).

CTA-E-book-Planejamento

Os sinais que nossas mães e avós dizem que indicam uma gravidez ocorrem e muitas vezes estão corretos, mas apenas um teste sanguíneo pode confirmar com exatidão se realmente a paciente está gestante. Além disso, é importante buscar uma clínica de obstetrícia assim que a mulher desconfiar da gravidez para que o médico obstetra possa avaliar sua saúde, estimar a data provável do parto e fornecer informações e orientações à futura mamãe.

Quais os testes de gravidez existentes?

Quando uma mulher desconfia que esteja grávida, ela deve realizar exames para certificar-se da situação. Geralmente, o primeiro exame realizado é o vendido em farmácias, que funciona com base na análise da urina da mulher. Tais testes possuem alto grau de sensibilidade, mas não são 100% específicos. Os principais exames que apresentam alta especificidade são;

  • Ultrassonografia pélvica por via endovaginal: esse tipo de exame consegue detectar as primeiras alterações uterinas da gestação. Vale lembrar que a gestação ocorre de uma maneira evolutiva, ou seja, as estruturas gestacionais vão surgindo conforme o evoluir da gravidez:

– Ao redor de 4-5 semanas já é possível identificar o saco gestacional (estrutura de limites arredondados, localizada no interior do útero – é a “casinha” do embrião). Essa é a primeira avaliação de que a gestação realmente está se desenvolvendo no interior da cavidade uterina. O ultrassonografista sempre precisa avaliar se existe alguma área de descolamento ou irregularidades no saco gestacional, pois dessa forma o médico pode tomar condutas mais precoces para resolver o problema em questão, como por exemplo: orientar repouso físico e sexual ou uso de progesterona micronizada;

– Ao redor de 5-6 semanas pode-se identificar a vesícula vitelínica (estrutura vesicular primitiva, que é responsável por emitir os nutrientes ao embrião nas primeiras semanas de vida, antes da placenta realmente ter essa função).

– Ao redor de 6 semanas já é possível identificar o embrião, porém a atividade cardíaca (batimentos cardíacos embrionários) geralmente aparece ao redor de 6-7 semanas (quando o embrião mede cerca de 5 mm de comprimento entre o crânio e as nádegas). É fundamental que todas as gestantes entendam essa evolução da gravidez para não ficarem com medo na hora de realizar o exame. Muitas vezes, caso a paciente realize o exame muito cedo (entre 4-5 semanas de gravidez), ela não conseguirá ver todas as estruturas da gestação e, provavelmente, deverá repetir o exame entre 7 a 10 dias.

  • Dosagem do hormônio βhCG: o hormônio βHCG é produzido pelas células da placenta do embrião e, consequentemente, conforme o evoluir da gestação, esse hormônio tende a subir. Por meio do exame sanguíneo pode-se obter a dosagem quantitativa correta. É importante saber que em uma gestação evolutiva, a dosagem de βHCG tende a duplicar a cada 48 horas. A dosagem de βHCG é extremamente específica para a avaliação da gestação, sendo que ela pode estar alterada apenas em alguns casos de tumores ovarianos.

O que fazer se o exame der positivo?

Assim que a mulher desconfia ou quando tem certeza da gravidez, ela deve buscar um obstetra de confiança em uma clínica de obstetrícia e iniciar os procedimentos de pré-natal. Somente um profissional especializado pode determinar o tempo de gestação, a data provável do parto e orientar a mulher sobre atitudes e mudanças em hábitos de vida nessa nova fase.

Além de orientar a gestante, o médico pede exames ao longo de toda gestação para certificar-se de que o bebê está se desenvolvendo corretamente e se a mulher está saudável, fatores cruciais para uma gravidez tranquila.

Agendar




Deixe um comentário