Select language



Quais são os principais sintomas dos cistos de ovário?

O cisto de ovário é uma formação líquida (uma espécie de “bolha”) que pode estar presente no tecido ovariano (tanto em sua porção interna, como também em sua porção externa) e é frequentemente diagnosticado entre mulheres jovens (principalmente dos 20 aos 35 anos de idade).

Geralmente, ele não costuma apresentar sintomas e, por isso, é mais frequentemente diagnosticado durante a realização de exames de rotina, solicitados periodicamente pelos ginecologistas.

Contudo, dependendo do tipo de cisto de ovário que acomete a paciente, existem algumas alterações que podem ser notadas e que, inclusive, auxiliam no diagnóstico precoce dessa alteração, favorecendo um tratamento adequado.

Principais sintomas dos cistos de ovário

Embora o cisto de ovário geralmente não proporcione o surgimento de sintomas, sendo diagnosticado apenas por meio de exames ginecológicos de rotina, algumas pacientes portadoras dessa alteração podem apresentar:

  • Dores abdominais;
  • Desconfortos na região pélvica, de intensidade moderada;
  • Sensação de pressão no abdome;
  • Dores intensas nas pernas e costas antes e/ou durante o período menstrual;
  • Náuseas;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Dor ao evacuar;
  • Sangramentos vaginais fora do período menstrual;
  • Enjoos frequentes;
  • Fadiga;
  • Aumento de peso repentino.

Os sintomas podem variar de acordo com o tipo de cisto de ovário, sendo que o mais frequentemente diagnosticado pelos especialistas em Ginecologia é o cisto funcional.

O cisto de ovário pode virar um câncer?

O cisto de ovário é considerado uma alteração benigna na grande maioria dos casos.

No entanto, caso seja identificado um conteúdo sólido em seu interior ou caso ele apresente um crescimento exagerado em um curto período de tempo, é necessária uma averiguação mais profunda e detalhada, pois pode representar uma chance maior de malignidade.

Contudo, não existe motivo para entrar em pânico! Basta realizar os exames solicitados pelo especialista, seguir as recomendações e efetuar o tratamento preconizado. Vale lembrar que, em muitos casos, os cistos regridem por conta própria ou, até mesmo, pela simples administração de anticoncepcional hormonal.

Apenas um ginecologista poderá confirmar se os sintomas relatados pela paciente, somados às análises dos exames solicitados, representam um quadro de cisto de ovário, bem como orientar o melhor tratamento para a paciente. Por isso, é fundamental realizar consultas ginecológicas periodicamente.





Deixe um comentário