Select language



Quais são as principais complicações da endometriose

A endometriose é, atualmente, uma das doenças ginecológicas que mais preocupa e assusta as mulheres. Isso acontece devido à sua forte correlação com a infertilidade e com a dor pélvica crônica, promovendo uma piora significativa na qualidade de vida das pacientes.

Se uma mulher apresentar sintomas que sugerem a presença da endometriose, é muito importante entrar em contato com um especialista em endometriose e não somente conversar com outras mulheres diagnosticadas com a doença.

As consequências variam de acordo com o grau da doença e com o organismo de cada paciente.

A endometriose afeta o intestino?

Existem casos avançados de endometriose em que a enfermidade chega a atingir o intestino e prejudica as funções digestivas da paciente.

Nesses casos, a endometriose se encontra em um grau mais sério, no qual a presença do tecido endometrial já se espalhou para o exterior da cavidade pélvica, atingindo as alças intestinais.

Essa situação pode causar:

  • Dores abdominais recorrentes;
  • Dificuldade para evacuar;
  • Constipação intestinal crônica;
  • Sangramento nas fezes;
  • Dores durante as relações sexuais.

A endometriose reduz na menopausa?

A menopausa é um período em que ocorre a parada completa das funções reprodutivas da mulher. Sendo assim, não ocorre mais produção hormonal ovariana e a paciente deixa de menstruar.

A endometriose não desaparece com a menopausa, mas, devido à queda hormonal, apresenta uma redução considerável. Em raros casos, ela pode voltar quando a paciente inicia a terapia de reposição hormonal e, ainda mais raramente, pode retornar espontaneamente.

Quais são as alterações sexuais promovidas pela endometriose?

Ao ser submetida à dor crônica e aos efeitos físicos da endometriose, é comum que o desejo sexual de uma mulher (libido) sofra consequências.

Às vezes, a dificuldade de se envolver intimamente pode ocorrer em ambos os parceiros, por receio de magoar o outro ou por preocupação de que tocar no assunto seja perturbador. Ao invés de simplesmente ignorar o problema, a melhor solução para o relacionamento e para as experiências sexuais futuras é conversar sobre as mudanças fisiológicas e emocionais que a endometriose pode causar.

Algumas das disfunções sexuais mais comuns que a endometriose proporciona são:

Dispareunia:

Sentir dor durante as relações sexuais é comum quando a endometriose afeta o septo reto vaginal. A dor durante o sexo não afeta apenas a libido, como pode acarretar em dificuldades na sexualidade do indivíduo e do casal. Se você estiver sentindo dor durante o sexo, fale com o seu ginecologista e obtenha informações sobre quais são os possíveis tratamentos.

Perda da libido:

A libido, também conhecida como “desejo sexual”, varia de mulher para mulher e pode ser influenciada por uma série de fatores, tais como a saúde, os níveis de estresse, o humor, a satisfação com o relacionamento e outras situações que estejam acontecendo no momento. No entanto, para as mulheres acometidas pela endometriose, uma série de fatores adicionais entra na soma, tais como a dor pélvica crônica, dispareunia e oscilações emocionais promovidas pela doença.

Lembre-se da importância de consultar um especialista sempre que notar alterações em seu organismo. Os especialistas da Clínica BedMed estão prontos para te atender sempre que precisar.

Agendar




Deixe um comentário