Select language



06
jun
2014

Puberdade Precoce

BedMed - Médico ginecologista explica sobre a puberdade precoce

A puberdade precoce apresenta-se dentro do grupo das Alterações do Desenvolvimento Puberal. Sem dúvida, doença de grande importância, principalmente pelo seu aspecto psíquico, visto que essas pacientes apresentam desenvolvimento precoce de seus caracteres sexuais porém com o perfil psicológico compatível com a idade cronológica. Além de grandes conflitos vivênciados por essas pacientes, elas estão sujeitas a um maior risco de abuso sexual.

A intenção do desenvolvimento desse artigo é puramente informacional. Dedico o espaço de comentários para que pais de crianças com essa doença troquem informações e apoio. As informações trazidas nesse site não substituem o valor da consulta médica.

Definição da puberdade precoce

Desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários antes dos 8 anos de idade (sexo feminino). Atualmente devemos analisar cada caso individualmente, visto que existem populações susceptíveis ao inicio do desenvolvimento puberal mais precoce, sem contudo alterar a idade de aparecimento da menarca (primeira menstruação) ou redução da altura final esperada para a idade adulta.

Quadro Clínico

A suspeita da Puberdade Precoce é realizada principalmente pelos familiares da criança. Os principais sinais clínicos são: Desenvolvimento mamário (telarca), sangramento vaginal, crescimento estatural acelerado, alterações de comportamento e emocional.

Deve-se lembrar que o desenvolvimento precoce isolado de um dos caracteres sexuais geralmente não está relacionado com o inicio do desenvolvimento puberal, devendo sempre ser investigado com curvas de crescimento e pesquisa de outros sinais de desenvolvimento puberal.

O desenvolvimento mamário (telarca) precoce isolado em meninas abaixo de 2 anos de idade é relativamente comum, provavelmente decorrente de um aumento transitório ou uma maior sensibilidade aos níveis de estrogênio.

Classificação

  • Puberdade Precoce Verdadeira: Devido a ativação precoce do eixo Hipotálamo-Hipófise-Ovário. Corresponde a grande maioria dos casos. Entre as causas dessa ativação precoce temos as lesões do Sistema Nervoso Central (SNC), traumas do SNC (infecções, hidrocefalia, traumas mecânicos) e as causas idiopáticas (principal causa, porém diagnóstico de exclusão, visto que sempre devemos excluir alterações do SNC antes de considerar esse diagnóstico).
  • Pseudo-Puberdade Precoce: Estímulo por esteróides sexuais sem que haja ativação do eixo. Menos comum que a Puberdade Precoce Verdadeira. Ocorre estimulação do desenvolvimento puberal independente do estímulo da gonadotrofinas hipofisárias. Entre as causas temos os tumores ovarianos produtores de esteróides sexuais, os tumores adrenais (além da hiperplasia adrenal congênita), a síndrome de McCune-Albright, iatrogênica (uso de esteróides sexuais) e o hipotireoidismo primário.

Diagnóstico

Diante um quadro de Puberdade Precoce devemos prioritariamente descartar doenças sistêmicas que possam estar desencadeando essa alteração de desenvolvimento. Além da anamnese e exame físico detalhados, com avaliação neurológica, tireoidiana, estadiamento do desenvolvimento puberal e avaliação de peso e altura (com curvas de crescimento), devemos lançar mão de exames complementares:

  • Ultrasonografia Pélvica e Abdominal (com avaliação de útero, ovários e adrenais)
  • Raio X de Punho (para avaliação de idade óssea)
  • Tomografia Computadorizada ou Ressonância Magnética (para avaliação do SNC)
  • Dosagens Hormonais (permitem diferenciar a puberdade precoce verdadeira da pseudo-puberdade)
  • Citologia Vaginal com índice de Frost (avalia ação estrogênica)

Tratamento

O tratamento da Puberdade Precoce depende da causa especifica e visa, principalmente, diagnosticar e tratar as doenças sistêmicas, interromper o desenvolvimento sexual secundário, garantir a estatura final máxima e diminuir o impacto emocional dessa doença.

Texto escrito pelo Dr. Giuliano Bedoschi





Deixe um comentário