Select language



relaxamento e respiração

Ao longo da gestação, devido ao desenvolvimento do bebê e às intensas modificações hormonais, o organismo da mulher sofre diversas alterações fisiológicos e, por isso, é comum a gestante sentir muitos incômodos. Dor relacionada ao aumento de peso ou causada devido à desproporção do volume uterino, enjoo, mal-estar, inchaço nas pernas, entre outras situações são corriqueiras para a vida de uma gestante. Contudo, existem algumas técnicas de relaxamento indicadas por médicos obstetras, capazes de amenizar esses sintomas.

Externamente é fácil notar as mudanças pelas quais o corpo da grávida passa durante a gestação, entretanto, as modificações mais intensas ocorrem no interior do organismo da mulher. São essas transformações as responsáveis pelos desconfortos típicos dessa fase. Porém, o que algumas mulheres não sabem é que muitos desses desconfortos podem ser reduzidos com simples técnicas de relaxamento que envolvem alongamento e respiração, por exemplo.

Podemos listar alguns dos principais incômodos que as técnicas de relaxamento para gestantes podem amenizar, tais como:

  • Dores na região lombar;
  • Inchaços devido à retenção de líquidos e má circulação dos membros;
  • Enjoos;
  • Falta de ar;
  • Ansiedade – principalmente nas últimas semanas de gestação;
  • Estresse.

Para todos esses sintomas existem atividades específicas que ajudam a amenizá-los.

alongamento

bedmed_616x50_oferta2_CTA

Quais são as técnicas de relaxamento indicadas pelos obstetras?

Existem diversos tipos de exercícios que a gestante pode realizar, desde que não sejam de alto impacto, entretanto, antes de realizar qualquer tipo de atividade é fundamental que a gestante solicite a avaliação do especialista em obstetrícia que está acompanhando o caso.

As técnicas mais indicadas pelos obstetras são:

  • Alongamento;
  • Yoga;
  • Massagem;
  • Respiração profunda;
  • Relaxamento muscular;
  • Relaxamento mental;
  • Acupuntura.

Entenda como cada uma pode ajudar a amenizar os incômodos provenientes das alterações hormonais da gestação:

alongamento recomendado por obstetras

Alongamento e yoga

As técnicas de alongamento e os exercícios de yoga são muito indicados e os que mais ajudam nos desconfortos relacionados à postura e sobrecarga da coluna da gestante. Desde que orientada e autorizada por um especialista em ginecologia e obstetrícia, a paciente pode inscrever-se em programas de yoga para gestantes e aulas de alongamento de academias e clubes, contratar um profissional para auxiliá-la em casa ou até mesmo montar uma série de exercícios em parceria com o obstetra, de forma que ela possa realizar sozinha em segurança.

massagens

Massagem e relaxamento muscular

A massagem auxilia a amenizar as tensões do corpo, proporcionando um relaxamento muscular suficientemente adequado para atenuar o estresse e a ansiedade. Ao optar por esse tipo de atividade, seja por meio de um profissional contratado ou uma clínica especializada, é importante confirmar se o massagista ou fisioterapeuta possui experiência em aplicar as técnicas em gestantes. Se preferir realizar a massagem em casa, com o auxílio do parceiro ou alguém próximo, a gestante pode receber a técnica nos pés, mãos, pescoço, costas e locais tensos do corpo, desde que autorizada pelo obstetra.

relaxamento

Respiração profunda e relaxamento mental

Praticar exercícios em que é preciso controlar a respiração, mantendo-a de forma profunda e rítmica, auxilia no relaxamento mental. Além de melhorar a qualidade da função respiratória e da ventilação, esses exercícios ajudam a gestante a manter-se mais calma e até mesmo a controlar a respiração para o momento do parto.

Manter o corpo e a mente tranquilos melhora a flutuação dos níveis hormonais e, consequentemente, ameniza os incômodos da gestação. Caso uma gestante esteja interessada em atenuar os desconfortos, é aconselhado que converse com o especialista em obstetrícia que a está acompanhando para receber as orientações específicas para o próprio caso.

obstetras recomendam acupuntura

Acupuntura

Outro exemplo de atividade sugerida por obstetras e que ajuda bastante as gestantes é a acupuntura. A técnica chinesa caracteriza-se pela estimulação das estruturas nervosas do corpo da gestante por meio da utilização de finas agulhas que atravessam a pele sem causar dores, liberando substâncias neurotransmissoras, com ação analgésica, antidepressiva e anti-inflamatória. Como resposta a esses estímulos, o corpo relaxa, gerando uma sensação de bem-estar para a gestante. No primeiro trimestre de gestação, a técnica ajuda no controle de enjoos e pode ser aplicada nas mãos, pés e orelhas da paciente. Além disso, essa técnica é muito indicada para os quadros de lombalgia causada pela compressão do nervo ciático e para o inchaço das pernas.

bedmed_616x285_oferta2_blog_CTA





Deixe um comentário