Select language



tratamento de mioma por laparoscopia

Devido muitas mulheres, assim como nossas pacientes e seguidoras, terem dúvidas sobre o tratamento cirúrgico dos miomas uterinos por meio da laparoscopia, optamos por abordar o tema, muito corriqueiro nas clínicas de ginecologia e de extrema importância para a qualidade de vida da paciente e para o futuro potencial reprodutivo feminino.

O mioma uterino é um tumor benigno sólido derivado da proliferação exacerbada das células musculares do útero. Ele pode se apresentar de forma isolada (tumor único) ou como múltiplos nódulos, caracterizando a leiomiomatose uterina.

O diagnóstico do mioma pode ser feito, primariamente, por meio de um exame de ultrassonografia transvaginal. Uma das opções de tratamento indicada pelos ginecologistas é a remoção do tumor por meio da videolaparoscopia ginecológica, chamada tecnicamente de miomectomia laparoscópica.

Antes de optar por qualquer tipo de tratamento, a paciente portadora de leiomiomatose uterina deverá passar por avaliação médica com o seu ginecologista para ser examinada a fim de que o especialista solicite os exames necessários para que o diagnóstico seja firmado e a conduta adequada seja tomada.

O procedimento indicado pelo ginecologista deverá levar em consideração uma série de fatores, tais como:

  • Localização do tumor;
  • Tamanho do mioma;
  • Quantidade de nódulos uterinos;
  • Histórico ou futuro desejo reprodutivo da mulher.

Claro que, antes da paciente ser submetida a qualquer tipo de procedimento cirúrgico, é fundamental que o médico avalie as condições clínicas dela, tais como: problemas de saúde, uso de medicamentos que interferem na coagulação sanguínea, dificuldades na cicatrização ou impossibilidade de realizar o repouso pós-operatório adequadamente.

Todos esses fatores devem ser levados em consideração na hora da programação e preparo para a cirurgia.

tratamento de ginecologia por laparoscopia

Quando o tratamento por laparoscopia deve ser indicado?

O tratamento dos miomas por meio da videolaparoscopia é geralmente indicado para as pacientes, pois a sua recuperação é mais rápida e a taxa de possíveis complicações na cirurgia é menor – menor perda sanguínea, menor necessidade de transfusão, menor taxa de infecção, menor risco de lesar outros órgãos.

A indicação da videolaparoscopia dependerá principalmente da experiência e técnica cirúrgica da equipe médica que estará auxiliando o caso.

Na clínica BedMed, o tratamento cirúrgico dos miomas uterinos é indicado principalmente por via laparoscópica devido a menor taxa de complicações e a maior experiência de nossa equipe.

Vale lembrar que existem algumas contraindicações a realização da laparoscopia, tais como: miomas numerosos e extremamente volumosos ou quando há suspeita de lesão maligna (câncer).

A miomectomia (remoção do mioma) laparoscópica é indicada preferencialmente nos casos de miomas:

  • Intramurais: quando o tumor está localizado no interior da parede do útero. É o tipo mais comum de mioma e pode ocasionar dor pélvica e sangramento vaginal aumentado;
  • Subserosos: são os miomas que acometem a parte mais externa do útero, chamada de camada serosa. Esses miomas geralmente não causam sangramento vaginal aumentado, porém podem gerar compressão do intestino e da bexiga, causando dor e possíveis alterações no hábito urinário ou intestinal.

A técnica de remoção de mioma por meio da videolaparoscopia é considerada minimamente invasiva e, além de ser muito útil nos casos citados, ainda permite a análise das trompas uterinas e dos ovários (visualização ampla e direta da cavidade abdominal).

Mioma Uterino

Como é realizada a miomectomia laparoscópica?

Durante o procedimento, o médico especialista em videolaparoscopia realiza uma pequena incisão na região do umbigo e duas ou três incisões auxiliares na região pélvica (fossas ilíacas principalmente) para introduzir uma câmera e pinças cirúrgicas após a insuflação da cavidade abdominal com gás.

A câmera enviará imagens a um monitor, permitindo que o especialista obtenha uma visão direta da cavidade pélvica. Por meio das demais incisões, o médico insere os instrumentos que o auxiliarão a realizar a miomectomia.

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar e a paciente recebe alta geralmente após 24 a 48 horas do procedimento.

Quais são as vantagens de tratar miomas por laparoscopia?

Dentre as vantagens em realizar o tratamento dos miomas por meio da laparoscopia, podemos citar:

  • Menos desconforto e incômodo no pós-operatório;
  • Baixa incidência de aderências pélvicas;
  • Pequena quantidade de sangue perdida durante o procedimento;
  • Possibilidade de retorno mais rápido às atividades corriqueiras.

É indispensável que a paciente esteja em dia com os seus exames e passe em consulta anualmente com o especialista em ginecologia para fazer um check-up da sua saúde!

Miomas Uterinos

 





Deixe um comentário