Select language



tricomoníase

A tricomoníase é extremamente prevalente em nossa população e deve ser levada a sério. Infelizmente, diversas mulheres deixam de tratar esse corrimento e acabam desenvolvendo casos graves de infecção, denominada doença inflamatória pélvica.

É muito frequente a correlação da tricomoníase com outras doenças infecciosas, tais como o Clamídia, Gonococo, HIV ou Sífilis. O principal sintoma da doença é a presença de corrimento vaginal esverdeado, bolhoso, fétido e em grande quantidade. Além disso, pode ocorrer ardor, odor e coceira na genitália.

Qual o tratamento indicado para a tricomoníase?

O tratamento deve ser prescrito para o casal. É baseado no uso de antibiótico de forma prolongada (com duração de 7-10 dias). Os cremes vaginais aliviam os sintomas, mas não conseguem atingir uma concentração adequada na circulação sanguínea para curar a infecção. Dessa forma, o tratamento mais correto é a administração de antibióticos orais.

O tratamento do parceiro é mais fácil, sendo necessário apenas a administração de uma dose única (com uma concentração maior) da mesma medicação. Durante o tratamento o casal não pode ingerir nenhum tipo de bebida alcoólica e tomar os cuidados pré-inscritos pelo ginecologista.

Cuide sempre de você! Fica aí mais um lembrete da equipe BedMed!





Deixe um comentário