Select language



Conheça as causas da infertilidade feminina e saiba se prevenir | Clínica Ginecológica BedMed

A infertilidade feminina ainda é tabu em muitos relacionamentos e, normalmente, os casais passam por inúmeras tentativas frustradas antes de buscarem a ajuda de um especialista.

Sabe-se que as causas da infertilidade podem envolver um ou ambos os parceiros.

Em geral, um terço das causas envolve fator masculino, um terço das causas envolve fator feminino e um terço das causas envolve fator misto.

Além disso, ou a causa não pode ser identificada em uma parcela significante da população (comumente chamada de infertilidade sem causa aparente).

Hoje vamos explorar as causas da infertilidade feminina. Em primeiro lugar, uma vida saudável pode ajudar a diminuir fatores que põe em risco a fertilidade, tanto do homem, quanto da mulher.

Conheça as dicas para diminuir a infertilidade feminina:

  • Mantenha seu peso saudável: o sobrepeso ou a obesidade tem influência na fertilidade. E claro, um estilo de vida sedentário também atrapalha. Mas atenção: o excesso de exercícios físicos também é prejudicial, podendo gerar problemas ovulatórios. Equilíbrio sempre!
  • Pare de fumar: o tabagismo é prejudicial para casais que querem ter uma gestação espontânea, além de reduzir as chances de sucesso de um tratamento de infertilidade. Outra questão é que as chances de aborto são maiores em mulheres que fumam.
    – Diminua a ingesta de cafeína: altas doses de cafeína estão relacionadas a quadros de infertilidade e abortamento. Evite tomar mais do que três doses diárias de café.
  • Cuidado na alimentação: mulheres que embarcam em dietas da moda, ou sofrem de algum distúrbio alimentar como anorexia ou bulimia tem grandes chances de desenvolverem quadros de infertilidade. Procure se alimentar da forma correta, ingerindo de forma equilibrada todos os grupos alimentares.
  • Planeje a gravidez: hoje, com a vida profissional atribulada da mulher moderna, é mais comum engravidar tardiamente. Porém, a fertilidade da mulher declina gradualmente com o passar da idade, sendo que essa queda é mais agravante a partir dos 35 anos. A fertilidade das mulheres acima dos 40 anos já é considerada baixa.

E quais as causas da infertilidade feminina?

A Síndrome dos Ovários Policísticos está entre as principais desordens ovulatórias, que impede o processo correto de ovulação.

Além disso, outra desordem ovulatória é causada pela hiperprolactinemia, quando há o aumento da produção do hormônio responsável pela produção do leite materno.

A endometriose também é outra doença que acomete às mulheres, podendo comprometendo ovários, útero e tubas uterinas.

Além disso, a infertilidade feminina pode ter relação com anormalidades uterinas ou cervicais, que incluem problemas relacionados à abertura do canal cervical ou à produção de um muco cervical hostil.

Outro problema que pode ser identificado como fator importante para a mulher é a menopausa precoce, que é quando há uma insuficiência ovariana primária.

Nesse quadro, os ovários param de funcionar antes dos 40 anos. Problemas com a tireoide, tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo podem afetar o ciclo menstrual da mulher.

Outros fatores de infertilidade incluem tratamentos do câncer como a radioterapia e a quimioterapia.

Por fim, condições médicas como o atraso no desenvolvimento puberal e a ausência de menstruação (amenorréia), doença celíaca, doença de Cushing, doenças renais e a diabetes podem afetar o processo de fertilidade feminina.

Anormalidades genéticas também podem dificultar a concepção. Em todos os casos, é importante procurar seu médico para conversar, tirar suas dúvidas e, se necessário, realizar exames para o correto diagnóstico.





Deixe um comentário