Select language



Pré-natal: saiba mais sobre ingestão de ácido fólico e ferro | BedMed

Durante o pré-natal, a clínica BedMed trabalha com toda a assistência, cuidado e carinho que a gestante precisa nesta fase. Hoje é dia de darmos algumas dicas essenciais para uma alimentação saudável, com ênfase na ingestão de ácido fólico e ferro na gravidez.

  • Equilíbrio
    Cuidar da saúde é o primeiro passo para uma vida com mais qualidade. Uma dieta saudável deve ser equilibrada e não pode excluir grupos alimentares importantes. Ao ficar grávida, o cuidado com a alimentação deve ser redobrado, pois seu estilo de vida e, principalmente sua alimentação, vai influenciar no desenvolvimento sadio do bebê.

Por isso, a dica mais importante é o equilíbrio. Ao invés de exagerar na comida, com o pensamento “tudo pode” ou “estou comendo por dois”, buscar escolhas inteligentes na cozinha pode evitar diversos problemas na gestação.

A rotina alimentar equilibrada garante que seu bebê fique bem nutrido. Trabalhe sempre opções dos principais grupos alimentares: cereais e grãos; frutas; verduras; produtos lácteos; e carnes – assim seu organismo recebe todas as vitaminas e mineiras essenciais para uma gestação saudável.

E claro, a hidratação é muito importante para o bom desenvolvimento da gravidez, portanto beba bastante água e suco de frutas naturais.

CTA-E-book-Planejamento

  • Importância do ácido fólico
    Você já ouviu falar em ácido fólico? Essa vitamina do complexo B é importante para diminuir o risco de alguns defeitos congênitos, principalmente a má formação do tubo neural do bebê, formado durante as primeiras semanas de gravidez e que originará o cérebro e a medula espinhal. Além disso, o ácido fólico pode ajudar a prevenir doenças do coração, do trato urinário e fissura lábio-palatina.

Com planejamento, a mulher pode começar a consumir alimentos ricos em ácido fólico antes mesmo de engravidar, o que previne a ocorrência dos defeitos congênitos listados acima.

Você encontra ácido fólico nos seguintes alimentos: espinafre, aspargo, brócolis, vegetais de folhas verde-escuras, fígado, frutas cítricas e gema de ovo.

Além disso, durante o pré-natal, as gestantes devem realizar suplementação do ácido fólico, pois o total ingerido através da dieta não é suficiente para garantir um desenvolvimento adequado do bebê.

Esses suplementos podem ser facilmente encontrados nas farmácias e seu uso deve ser iniciado pelo menos dois meses antes da gravidez e durante os três primeiros meses da gestação.

As mamães também se beneficiam da ingestão dessa vitamina: ela auxilia na prevenção de doenças cardíacas, anemia e alguns tipos de câncer.

  • Ferro e anemia na gravidez
    A anemia também é uma das doenças ligadas à falta de um mineral essencial para o organismo: o ferro. Uma gravidez com anemia pode significar maiores riscos de parto prematuro e até mesmo maiores riscos de mortalidade materna pós-parto.

Vale lembrar que não é só durante a gravidez que a deficiência do ferro pode afetar as mulheres. O período pós-parto deve ser acompanhado com cuidado, até que os níveis de ferro se encontrem adequados!

Onde encontrar o ferro? Consuma carnes vermelhas, pescado, e grãos de feijão, lentilhas, cereais, lácteos e legumes. Uma dica é não consumir café ou chás após refeições ricas em ferro, pois essas bebidas diminuem a absorção do ferro no organismo.

A suplementação do ferro deve ocorrer em todas as gestantes, iniciando no sexto mês de gravidez até o segundo mês após o parto.

Algumas mulheres podem se beneficiar de um início mais precoce dessa reposição ou até mesmo uma reposição maior durante todo esse período.

Converse com seu médico obstetra e torne a alimentação saudável um estilo de vida e um ato de amor ao seu filho!

Agendar




Deixe um comentário