Select language



A importância do Pré-Natal para a Gestante

Toda mulher que está à espera de um bebê deve realizar o acompanhamento pré-natal de forma periódica e regular. É fundamental contar com as informações obtidas por meio da avaliação clínica e da análise de exames laboratoriais realizadas durante a gestação.

Elas são de grande importância para a detecção de complicações tanto para a mãe quanto para o feto.

O seguimento pré-natal oferece ao especialista a possibilidade de acompanhar a evolução da gravidez da paciente. Além disso, ele é indispensável para preparar a mãe para o parto e proporcionar informações a respeito do desenvolvimento morfológico e evolutivo do bebê.

Os exames da rotina pré-natal são realizados a partir da primeira consulta com o especialista. Eles devem ser repetidos durante o andamento da gravidez (em média, a cada dois a três meses).

Eles são primordiais para assegurar as boas condições de saúde da mulher e do bebê.

Prevenção de riscos

Embora a gravidez seja um processo fisiológico, ela pode apresentar complicações ao longo de sua evolução.

Para diminuir a probabilidade dessas complicações, é indispensável adotar um acompanhamento pré-natal pleno e individualizado, que promova segurança completa para a gestante.

Isto é, mesmo que alguns exames sejam fundamentais para todas as gestantes, todo seguimento pré-natal deve levar em consideração o histórico da paciente e suas peculiaridades.

O pré-natal é fundamental para todas as gestantes, no entanto, em mulheres cuja idade é inferior a 20 ou superior a 35 anos, os cuidados precisam ser redobrados, visto que a probabilidade de desenvolver alterações durante a gestação é maior nesse grupo de pacientes.

Outro ponto importante a ser verificado é a ocorrência de uma gestação múltipla, pois a incidência de prematuridade ou desenvolvimento de diabetes e hipertensão gestacional é maior.

Recomendações importantes

Toda mulher que apresenta um futuro desejo concepcional deve realizar uma bateria de exames pré-concepcionais antes de iniciar as tentativas para obter uma gestação.

Esta atitude aumenta as chances de êxito da gestação e potencializa a probabilidade de um pré-natal sem intercorrências.

Além disso, a paciente deve estar com sua carteira de vacinas atualizadas, diminuindo o risco de obter alguma doença infectocontagiosa na gravidez.

O uso de Ácido fólico deve ser preconizado no período pré-gestacional e durante os primeiros três meses de gravidez para diminuir os riscos de alterações no desenvolvimento do tubo neural do bebê.

Um adequado pré-natal leva em consideração:

  • Controle de peso;
  • Aferição da pressão arterial;
  • Manutenção da saúde materno-fetal;
  • Realização periódica de exames de imagem e laboratoriais;
  • Saúde mental feminina;
  • Interações medicamentosas;
  • Orientação de alimentação equilibrada.

Quer saber mais informações sobre a importância do pré-natal? Acesse a página da clínica BedMed e fique por dentro desse assunto.





Deixe um comentário