Select language



A importância do diagnóstico precoce da endometriose

Muitas mulheres confundem os sintomas da endometriose com as cólicas menstruais ou com os sintomas típicos do período pré-menstrual. O problema é que elas não procuram auxílio médico adequado e acabam retardando o diagnóstico precoce dessa doença.

Ainda que a maioria das mulheres receba o diagnóstico da doença entre os 25 aos 35 anos de idade, é comum que ela se manifeste antes, porém, com a falta de acompanhamento médico é muito difícil detectá-la nos estágios mais iniciais.

Portanto, conhecer os indícios dessa enfermidade é o primeiro passo para conseguir identificá-la precocemente.

Quais são os principais sintomas da endometriose?

Os sintomas da endometriose são comumente confundidos com os incômodos correlacionados ao período menstrual. Mesmo em casos de dores mais fortes, muitas mulheres acreditam apenas que são mais susceptíveis às dores do período menstrual.

Apesar disso, mesmo as dores relacionadas ao período menstrual devem ser relatadas ao ginecologista na consulta de rotina, principalmente nos casos mais intensos.

Entre os sintomas da endometriose, os principais são:

  • Cólica menstrual intensa e persistente, tornando-se mais forte e dolorida com o passar dos anos;
  • Dores e desconfortos durante as relações sexuais;
  • Alterações intestinais no período menstrual – sangramento nas fezes ou diarreia – pode indicar que a doença atingiu os órgãos adjacentes, tais como as alças intestinais;
  • Alterações urinárias, tais como: maior frequência de micção, aumento do volume de urina ou dores ao urinar – pode indicar acometimento vesical;
  • Infertilidade conjugal: dificuldade em obter gravidez espontânea após um ano de tentativas.

Todos esses sintomas podem indicar que a mulher foi acometida pela endometriose. Alguns sintomas, tais como problemas intestinais ou urinários podem indicar que o estágio da doença já está avançado.

Caso apresente mais de um sintoma com alguma regularidade, o mais indicado é procurar um especialista em endometriose.

Como o especialista em endometriose pode ajudar no diagnóstico precoce da doença?

Devido à experiência na área, o especialista em endometriose é o profissional mais capacitado para realizar um diagnóstico precoce da doença, identificando o seu estágio e instituindo o tratamento mais adequado.

O quadro clínico da paciente é bastante relevante para auxiliar no diagnóstico. Nesse momento, devem ser relatados todos os sintomas, por mais triviais que pareçam, para o médico. Relate ocorrências como cólicas, dores na região pélvica, dores durante relações sexuais ou todas as demais alterações que possam incomodá-la.

Mulheres com histórico familiar de endometriose também têm mais propensão à doença, sendo importante relatar isso ao médico. Além das informações da paciente, o especialista conta com diversos exames que podem ajudar no diagnóstico da endometriose, tais como:

  • Dosagem sanguínea do CA 125;
  • Exame de toque vaginal e retal;
  • Ressonância nuclear magnética da pelve;
  • Ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal;
  • Videolaparoscopia diagnóstica.

O especialista em endometriose pode solicitar um ou mais exames de acordo com as particularidades de cada caso. Os exames podem ser associados quando o objetivo é detectar a extensão da doença.

A tendência é que as dores decorrentes da doença se intensifiquem com o passar dos anos, caso o tratamento da endometriose não seja instituído de maneira adequada.

Portanto, o diagnóstico precoce da doença é a alternativa mais eficaz para promover uma melhora na qualidade de vida da paciente, sendo o especialista em endometriose o profissional mais preparado para auxiliar a identificar a doença já nas suas primeiras manifestações.

Agendar




Deixe um comentário