Select language



acido folico na gestação

O ácido fólico, também conhecido pelos especialistas em ginecologia e obstetrícia como folato ou vitamina B9, é uma vitamina hidrossolúvel derivada do complexo B muito indicada para as mulheres que pretendem engravidar. Como esse é um tema bastante presente nos consultórios e gera muitas dúvidas em muitas pacientes que iniciaram o planejamento familiar, nós, da clínica BedMed, explicaremos mais sobre o ácido fólico e a sua importância para a gravidez.

Habitualmente, o ácido fólico é prescrito pelos médicos na forma de comprimidos de ingestão diária, porém, ele também pode ser encontrado em alguns alimentos, tais como:

  • Verduras escuras – couve, brócolis, escarola, espinafre;
  • Alguns tipos de grãos – feijão (todos os tipos), ervilha, lentilha;
  • Gérmen de trigo;
  • Aspargos;
  • Frutas cítricas – limão, laranja, tangerina.

Nessa fase em que a mulher está planejando uma gravidez saudável, é muito importante manter uma dieta balanceada. Entretanto, nem sempre os níveis de ácido fólico obtidos por meio da alimentação são ideais, necessitando de uma suplementação com os comprimidos para uma futura gestação.

Vale lembrar que a maioria do folato presente na alimentação não apresenta estabilidade, ou seja, os vegetais, por exemplo, podem perder até 70% da atividade do folato presente em sua constituição em cerca de três dias. Isso é mais um indicativo da importância da suplementação dessa vitamina.

baixar-ebook

Qual a importância do ácido fólico para a gestação?

O ácido fólico é importante em vários aspectos relevantes tanto para a saúde da futura mamãe, bem como para formação e desenvolvimento do bebê. De uma maneira geral, ele é responsável pelo correto desenvolvimento da coluna e do tubo neural da criança – processo de formação embriológica que ocorre principalmente nas primeiras quatro semanas de gestação.

Tomar o ácido fólico antes e ao longo do início da gravidez pode garantir que alguns problemas sejam evitados, como por exemplo:

  • Espinha bífida;
  • Anencefalia;
  • Lábio leporino;
  • Doenças cardíacas.

Além disso, é uma substância muito importante para prevenir a anemia nas gestantes e reduz o risco de pré-eclâmpsia na gravidez – problema geralmente relacionado ao surgimento de hipertensão. Devido a todos esses benefícios, os obstetras orientam que a mulher inicie a suplementação do ácido fólico antes mesmo de engravidar.

Uma publicação recente no Journal of American Medical Association (JAMA) demonstrou que a suplementação do ácido fólico durante a gestação, além de promover todos os benefícios acima citados, reduziu significativamente – em cerca de 40% – as taxas de nascimento de bebês com autismo. É importante salientar que o ácido fólico é essencial para a síntese do DNA e processos de reparação do organismo.

obstetricia - acido folico

Quanto tempo antes de engravidar devo tomar ácido fólico?

Os médicos obstetras da clínica BedMed orientam que a mulher que está planejando a gravidez passe a tomar o ácido fólico pelo menos cerca de três meses antes de engravidar e continue a tomá-lo durante, pelo menos, os primeiros três meses de gravidez. A ingestão diária de ácido fólico recomendada varia entre 400 a 600 mcg por dia.

Contudo, quando há pressa ou a mulher está passando por algum tipo de tratamento de reprodução assistida, a ingestão deve ter início um mês antes da fase de implantação embrionária. Para os casos em que a gestação ocorre antes do tempo previsto ou de forma inesperada, os obstetras indicam que a gestante passe a tomar o ácido fólico assim que tiver conhecimento da gravidez.

De uma maneira geral, não existe um período máximo para a tomada do ácido fólico. Caso a mulher esteja planejando uma gravidez e, após os exames pré-concepcionais, o obstetra que acompanha o caso considere mais adequado enriquecer o organismo da paciente por meio da suplementação com ácido fólico, é possível passar a tomá-lo antes mesmo dos três meses que antecedem a gestação, bem como permanecer com a suplementação até o final da gravidez. Contudo, apenas o ginecologista obstetra poderá aconselhá-la sobre o tempo de uso adequado para o seu organismo. Converse com seu médico antes de iniciar o uso de qualquer medicação.

planejando a futura gravidez





Deixe um comentário