Select language



Confira as dicas do especialista em ginecologia para os exames pré-nupciais | Clínica ginecológica BedMed

Especialista em ginecologia explica os exames pré-nupciais para checar a saúde do casal antes do casamento e que são essenciais para que garantir que esteja tudo bem nessa nova fase.

Mesmo que a maioria dos casais já opte por ter vida sexual ativa antes do casamento, em muitos casos já até morando juntos, é importante realizar um check-up para iniciar um planejamento familiar, principalmente para quem deseja ter filhos.

A recomendação é da Organização Mundial da Saúde, que incentiva os governos do mundo todo a promoverem a realização dos exames pré-nupciais.

De acordo com estatísticas, 20% dos casais têm problemas de fertilidade, que já podem ser detectados em exames. É recomendável que o casal agende sua visita ao ginecologista e urologista com até 6 meses de antecedência do casamento.

A consulta inclui uma avaliação completa da situação do casal, passando por histórico de doenças na família, até a idade dos noivos, que pode influenciar na fertilidade.

Conheça os principais exames recomendado pelo especialista em ginecologia

  • HIV
    Para detectar se há a infecção pelo vírus HIV. Em caso positivo, possibilita o início do tratamento e aconselhamento para casos de gestação;
  • Hemograma completo
    Permite a avaliação de possíveis anemias e alterações de glóbulos brancos e plaquetas;
  • Glicemia
    Identifica a possibilidade de possíveis alterações nos níveis de açúcar do sangue;
  • VDRL
    Para diagnosticar a sífilis, possibilitando o tratamento.
  • Avaliação masculina

A avaliação urológica é realizada por meio de um exame detalhado do pênis e da bolsa testicular a procura de possíveis alterações. A mais comum é a detecção de varicocele, que consiste na dilatação das veias do plexo pampiniforme testicular.

Essa alteração pode causar um aumento da temperatura local nos testículos e, consequentemente, uma piora na produção dos espermatozoides. A varicocele pode ser tratada de forma cirúrgica e apresenta excelentes resultados na recuperação da fertilidade masculina.

Além disso, o homem pode realizar a coleta do espermograma, que é um exame para avaliar a quantidade e a qualidade dos espermatozoides. Esse exame deve ser coletado com três a cinco dias de abstinência sexual;

  • Avaliação feminina

Deve ser feita de forma minuciosa, investigando os ciclos menstruais da paciente, desde a menarca (primeira menstruação) até os dias atuais.

Existem alterações que podem gerar uma desregulação dos níveis hormonais, afetando a ovulação. A síndrome dos ovários policísticos ou doenças da tireóide são exemplos desses tipos de alterações hormonais.

Os antecedentes cirúrgicos e patológicos da paciente também devem ser questionados, pois eles podem promover alterações no potencial fértil da mulher.

É indicada a realização do exame Papanicolau (exame preventivo) para toda paciente que possui vida sexual ativa, pois é por meio desse exame que podemos identificar possíveis lesões causadas pelo HPV (papiloma vírus humano) no trato genital feminino.

Vale lembrar que a vacina do HPV é segura e imunogênica e pode ser realizada em mulheres até 55 anos de idade.

O especialista em ginecologia da BedMed recomenda que dúvidas específicas devem ser consultadas com seu médico, assim em cada caso, poderão ser pedidos exames diferentes.

Agendar




Deixe um comentário