Select language



Confira as dicas do médico obstetra para iniciar sua gravidez | Clínica de Ginecologia e obstetrícia BedMed

Confira as dicas do médico obstetra para você que está na fase de começar a planejar uma gravidez junto com seu companheiro.

Reunimos algumas dicas para que esse momento tão especial seja vivenciado com muita saúde e tranquilidade. Sabemos que a gestação é um período muito desejado para vida de um casal, pois é uma nova família que está se formando e, portanto, o planejamento é essencial para que tudo ocorra da melhor forma possível.

Converse com seu médico sobre o desejo de engravidar. Se você estiver fazendo uso de algum método anticoncepcional, você receberá orientações de como proceder da melhor maneira para realizar a pausa do mesmo.

Vale lembrar que a grande maioria dos métodos anticoncepcionais deixa de fazer efeito após o seu uso típico, ou seja, geralmente a função ovulatória da mulher volta a funcionar imediatamente após o término do uso do método em questão.

Uma das poucas exceções é o método injetável trimestral, que demora um pouco mais de tempo para ser metabolizado pelo organismo.

O seu ginecologista também poderá pedir exames do casal para avaliar de uma forma geral a saúde do mesmo. É muito comum a avaliação dos exames sorológicos do casal, bem como a avaliação dos níveis de glicemia, hormônios tireoideanos, colesterol total e frações e hemograma.

É fundamental que a mulher apresente o seu índice de massa corpórea (IMC) dentro dos limites da normalidade. Esse índice é obtido por meio da divisão do peso corpóreo em kg pela altura em metros ao quadrado (IMC = peso corpóreo em kg / altura em m²).

Quando o IMC estiver abaixo de 25, isso indica que o seu peso está dentro dos limites da normalidade. Caso ele esteja acima desse valor, o adequado é realizar uma avaliação nutricional para perda de peso.

Sabemos que o aumento do IMC está correlacionado com maior taxa de abortamento, bem como o surgimento de doenças específicas da gestação, tais como a diabetes melitus gestacional e a pré-eclâmpsia.

CTA-E-book-Planejamento

A vacinação do casal deve estar em dia e é essencial que ambos compreendam a importância da chegada de um filho, pois é nesse período que o casal deve estar na mesma sintonia.

O desejo de ser pai ou mãe deve ser mútuo para que o recém-nascido receba todo carinho e cuidado que merece.

Comece já uma vida mais saudável

O excesso de peso, o tabagismo ou o sedentarismo podem influenciar negativamente o seu potencial fértil. Por isso, priorize o equilíbrio e procure uma alimentação mais saudável desde já. Não espere o teste positivo para cuidar de sua saúde.

A prática de exercícios físicos aeróbicos deve ser estimulada em cerca de 2-3x/semana no mínimo. Toda mulher que deseja engravidar deve estar ciente que a sua saúde está diretamente correlacionada com o sucesso da gravidez.

Estudos atuais demonstram que a carga tabágica está ligada inversamente com o potencial reprodutivo, ou seja, quanto mais cigarros você fuma ao longo dos anos, piores serão os danos às células reprodutivas.

Para os homens, o efeito do cigarro é deletério para a produção e morfologia dos espermatozoides. Para as mulheres, o cigarro tende a antecipar a menopausa.

Cuide de sua saúde bucal

Você sabia que doenças da boca podem afetar a gravidez? Estudos comprovam que a infecção dentária e/ou bucal está correlacionada com uma maior incidência de trabalho de parto prematuro, rotura prematura das membranas ovulares e infecção neonatal grave.

Marque uma consulta com seu dentista e faça um check-up bucal. A avaliação da gengiva também é fundamental, pois ela tende a ficar mais sensível durante a gravidez, com maior risco de sangramento espontâneo.

Tenha paciência

A cada ciclo menstrual apenas cerca de 20% dos casais que têm relação sexual regular e sem uso de método anticoncepcional conseguem obter a gestação espontânea.

Sendo assim, normalmente, um casal saudável demora em média cerca de seis meses para engravidar. Portanto, a partir do momento que você decidir iniciar as tentativas, tenha calma.

Se no período de seis meses a um ano você continuar encontrando dificuldade, talvez seja válido procurar seu ginecologista para retirar suas dúvidas.

planejando a futura gravidez

 

Agendar




Deixe um comentário