Select language



Conheça algumas dicas para pré-natal | Clínica BedMed

Após a primeira notícia sobre a obtenção da gestação, toda nova mãe apresenta uma série de dúvidas e inseguranças sobre o temido, porém tão desejado pré-natal.

Será que o bebê está se desenvolvendo de forma saudável? Será que eu corro algum risco de perder a gestação? Quais serão as principais modificações do meu organismo?

Essas são algumas perguntas básicas que compõem o amplo espectro de questionamentos das mamães e papais de primeira viagem. Essas dúvidas, que são típicas desse período, devem ser esclarecidas pelo médico obstetra durante as consultas médicas de pré-natal.

Ao longo de todo o acompanhamento e progredir da gestação, o casal se sente mais seguro para esclarecer seus medos e garante mais saúde nessa fase tão especial que é a gravidez.

É importante destacar que toda gestação é única e especial, ou seja, nenhuma gravidez é igual à outra. Cada ser humano tem o seu próprio desenvolvimento e apresenta uma evolução singular e exclusiva.

CTA-E-book-Planejamento

Portanto, tente evitar comparações com outras gestantes e opte sempre por esclarecer seus receios com o seu médico. Dessa forma, a gestação progride de uma forma saudável e tranquila.

Veja dicas para pré-natal e gravidez

1-) Início da gravidez
A gestação ocorre de forma espontânea quando o óvulo (gameta feminino) é fecundado pelo espermatozoide (gameta masculino) após a relação sexual.

Geralmente, a fecundação ocorre na tuba uterina. Cerca de 20% dos casais conseguem engravidar em um mês tendo relações sexuais bem distribuídas ao longo do ciclo menstrual e sem uso de nenhum método anticoncepcional.

Os casais devem buscar auxílio médico quando eles não conseguem obter a gestação de forma espontânea após um ano de tentativa. Os principais sintomas da gravidez aparecem, geralmente, cerca de duas semanas após a fecundação.

Dicas para a mamãe:
Durante sua primeira consulta de pré-natal, você deverá ser orientada com relação à atualização de vacinas (as três principais vacinas que devem ser atualizadas durante a gestação são: dupla adulto, hepatite B e Influenza), ao uso diário de Ácido fólico por um período mínimo de três meses (para evitar o surgimento de mielomeninogecele fetal) e à profilaxia da toxoplasmose (doença transmitida pelo protozoário Toxoplasma gondii e que pode gerar uma série de alterações cerebrais e oftalmológicas ao feto durante a gestação).

Aproveite para esclarecer todas as suas dúvidas e os seus receios, principalmente com relação à prática de exercícios físicos e a dieta recomendada para o início da gestação.

A solicitação de exames de pré-natal deve ser feita de forma bi ou trimestral e inclui exames de sangue, urina e fezes.

O acompanhamento ultrassonográfico também é essencial, visto que promove uma adequada avaliação do desenvolvimento do bebê.

Se você é fumante, esse é o momento de largar o tabagismo e criar novos hábitos de vida. Uma vida saudável proporciona o bom desenvolvimento do bebê!

2-) Primeiro trimestre

Durante os três primeiros meses, o bebê vai formar praticamente todos os seus órgãos. A partir da 10ª semana o bebê passa de embrião a feto.

É uma fase extremamente importante do acompanhamento pré-natal, pois serve para rastrear as possíveis alterações do desenvolvimento do bebê.

O exame ultrassonográfico morfológico do primeiro trimestre deve ser feito entre 11 a 14 semanas de gestação. Ele é realizado por via abdominal e avalia uma série de estruturas fetais, tais como: medida da translucência nucal, medida do osso nasal, avaliação da regurgitação da válvula tricúspide e dopplerfluxometria do ducto venoso.

Por meio da análise desses parâmetros, associado à idade materna, é calculado o risco do bebê ser portador de alguma malformação cromossômica.

É uma fase de insegurança para a gestante e toda queixa deve ser minuciosamente analisada no intuito de gerar conforto para os novos papais e mamães.

Dicas para a mamãe:
Nas primeiras semanas de gravidez, evite exercícios físicos aeróbicos de alto impacto. A atividade física é recomendada, desde que seja moderada e não competitiva.

Caminhadas e hidroginástica são excelentes para manter a forma e diminuir as dores musculares e câimbras.

Fique atenta aos rótulos de medicações utilizadas previamente à gestação. Esse período é conhecido por ser o período de formação do bebê e, portanto, todo cuidado é essencial.

Produtos que contenham amônia devem ser evitados. Evite realizar qualquer tipo de aplicação de produtos químicos capilares.

A dieta deve ser bem fracionada e rica em fibras e frutas. Evite a ingestão de alimentos ricos em gordura e/ou fritura. Consuma ácido fólico, que traz grandes benefícios para o bebê.

Nessa fase é extremamente importante ficar atenta à pele. É uma época que gera muito susceptibilidade para a formação de manchas na pele, denominadas cloasmas.

Toda gestante deve utilizar fator de proteção solar no rosto (no mínimo FPS 30). Além disso, é essencial o uso de buchas vegetais naturais para esfoliação da pele da aréola e do mamilo.

Isso gera um aumento da proliferação da pele, causando uma proteção a possíveis fissuras mamilares durante o ato da amamentação.

O enjoo matinal é muito comum no início da gestação e existem medidas preventivas: fracionamento da dieta, evitar ingerir alimentos aquecidos ou temperados, utilizar medicações anti-eméticas e evitar ingestão de frituras.

Esse sintoma decorre do aumento da produção do HCG (hormônio produzido pela placenta) e tende a melhorar após as 12 semanas de gestação.

A realização da primeira ultrassonografia deve ser feita por via transvaginal ao redor da sexta semana de gestação. Já é possível avaliar se a gestação é única ou múltipla e se está se desenvolvendo dentro da cavidade uterina.

É essencial avaliar a presença do batimento cardíaco fetal, que deve estar mais acelerado no início da gravidez (na vida embrionária, o batimento cardíaco fetal gira em torno de 160 a 175 batimentos por minuto).

3-) Segundo trimestre

Essa fase é reconhecida por ser a melhor fase da gestação. Os sintomas iniciais da gravidez tendem a diminuir e a gestante sente-se mais segura após a passagem das 12 primeiras semanas de gestação.

Nesse período, o risco de perda gestacional é menor e a gestante deve aumentar a prática de exercícios físicos, no intuito de tonificar a musculatura, evitando as futuras dores na região lombar.

Ao redor de 16 semanas de gestação já é possível confirmar o sexo do bebê e avaliar as estruturas morfológicas com mais detalhes.

Seu filho também pode ouvir os sons do seu corpo e pode fechar as mãozinhas e agarrar os pés. Vale lembrar que o uso de polivitamínicos é essencial para evitar o surgimento de anemia por deficiência de ferro.

Dicas para a mamãe:

Normalmente, a mamãe estará mais confortável com a gravidez durante este período. Isso porque o mal-estar e os incômodos gástricos se atenuam ou até mesmo desaparecem.

Devido ao aumento do volume uterino, podem surgir as famosas cãimbras dos membros inferiores. A prática de exercícios físicos, o repouso relativo e a acupuntura podem auxiliar a aliviar os sintomas ocasionados pelo decorrer da gestação.

A ultrassonografia morfológica do segundo trimestre deve ser realizada entre 20 a 24 semanas de gestação. Nessa fase, é possível avaliar todas as estruturas morfológicas do feto e o seu crescimento.

É fundamental repetir os exames de rotina de pré-natal para avaliação dos níveis glicêmicos, do grau de anemia, dos hormônios tireoideanos e do exame urinário.

Nesse período pode ocorrer um aumento dos episódios de infecção urinária devido ao aumento do grau de estase urinária (causado pela compressão uterina sobre o sistema urinário).

Sempre que a gestante apresentar dor em baixo ventre ou ardor para urinar, ela deverá procurar um pronto-socorro para melhor avaliação do quadro. Aumente a ingestão de líquidos para evitar a probabilidade de desenvolver cistite ou pielonefrite.

A partir da 21ª semana, você pode começar a sentir o seu bebê se movimentando. Comece a utilizar roupas mais largas e confortáveis, pois nessa fase o aumento do útero será mais evidente.

4-) Terceiro trimestre

Esta é a última fase da gestação e consequentemente uma das mais complicadas devido ao aumento dos sintomas de dor lombar e falta de ar.

É muito comum apresentar dificuldade para dormir devido ao aumento do ganho de peso do bebê. Em média, o bebê tende a ganhar cerca de 30 gramas por dia e, consequentemente, essa fase é caracterizada pelo aumento súbito do peso corpóreo.

Os níveis pressóricos tendem a se normalizar e pode ocorrer o surgimento de hipertensão arterial. Fique sempre atenta aos possíveis sintomas de aumento de pressão arterial: turvação visual, cefaléia ou dor epigástrica intensa. Caso ocorra o surgimento de hipertensão arterial, o uso de medicações anti-hipertensivas torna-se mandatório.

A gestação é considerada a termo a partir de 37 semanas. Nessa fase, o bebê consegue abrir os olhinhos e chupar os dedos.

Durante a realização das ultrassonografias, sempre é válido avaliar a passagem do fluxo sanguíneo (dopplerfluxometria) das artérias uterinas, umbilical e cerebral média. Essa avaliação dopplerfluxométrica permite definir o grau de vitalidade fetal.

Dicas para a mamãe:

Enquanto aguarda a chegada do bebê procure relaxar e fazer mais repouso, pois seus pés incham e você pode se sentir mais cansada. Aproveite para deixar a mala da maternidade pronta com seu enxoval e o do bebê.

Depois do 7º mês é possível que você sinta algumas contrações, que serão bem espaçadas e suportáveis. Essas contrações são chamadas de Braxton-Hicks e são indolores.

Elas não causam dilatação do colo uterino e, portanto, não aumentam a chance de trabalho de parto prematuro. É normal também o aumento de dor nas costas e dificuldade para respirar.

Fique tranquila nessa última fase para receber seu bebê com muito carinho. O seu médico estará ao seu lado para o que precisar!

Agendar




6 comentários para “Pré-natal: Dicas para a mamãe durante a gravidez”

  • leticiamarteli disse:

    Com quantas semanas exatas dara 7 meses pois estou com 14 semnanas mais 4 dias
    mas tenho 49 anos e tive 1 aborto no ano passado expontaneo e não quero perder o bebe.
    Gostaria de realizar o parto particular e quanto fica.

    • bedmed disse:

      Olá, Leticia. Nessa fase é muito comum a mamãe estar com dúvidas, por isso, o pré-natal é essencial para a sua saúde e do bebê. Nossos médicos terão o prazer em antedê-la, você pode agendar uma consulta pelo site mesmo neste link: http://bedmed.com.br/contato/#content. Ou ainda pode nos ligar diretamente Fones: (11) 5044.1000 / 5531.3125 / 5532.1555. Estamos à disposição!

  • kelly Rocha Ribeiro disse:

    Nossa o texto sobre gestação é maravilhoso, me tirou muitas dúvida, gostei muito… Obrigado pelo carinho com nós gestantes

    • bedmed disse:

      Obrigada, Kelly! Os textos são escritos com muito carinho pensando em vocês. Fique à vontade para enviar ideias e sugestões para o nosso blog sempre que quiser. Grande abraço!

  • thamires camilo disse:

    agradeço tbm pois me tirou mtas dúvidas… tbm sinto um certo medo pois ja perdi um bb e é mto dolorido… obrigada.

    • admin disse:

      Oi, Thamires. O acompanhamento da gestante durante o pré-natal é importantíssimo e essas dicas são apenas uma parte do que o ginecologista pode orientar. De qualquer forma, ficamos felizes que nossas dicas têm sido úteis para várias mulheres.

Deixe um comentário