Select language



Médico ginecologista fala sobre o desiquilíbrio hormonal | Clínica ginecológica BedMed

Sabemos que o organismo da mulher é complexo e envolve uma série de reações para a produção adequada de hormônios, sendo que os mesmos devem ser liberados regularmente para que o corpo da mulher possa funcionar corretamente, independente do período de vida que ela esteja passando.

O ginecologista da BedMed indica os sinais de um possível desequilíbrio hormonal.

Esse mecanismo hormonal é tão perfeito, que até mesmo durante a gestação existe uma alteração no organismo, priorizando a produção de substâncias responsáveis por manter a gravidez viável (é o caso do aumento da progesterona, por exemplo).

Ao longo de sua vida, a mulher pode ter um desequilíbrio hormonal e isso pode resultar em uma série de alterações no seu organismo, afetando a sua qualidade de vida.

Quando procurar um médico ginecologista?

Alguns sinais podem indicar que o mecanismo hormonal está desbalanceado e que você deve procurar o seu ginecologista:

  • Baixa libido

A libido representa o desejo e a felicidade em realizar as suas atividades diárias de forma tranquila. É a energia necessária para viver.

Muitas pessoas correlacionam a libido com o desejo sexual, mas o conceito da libido é completamente mais amplo do que apenas a vontade ou o desejo em ter relação sexual.

Você sempre deve estar atenta à presença de alguns sinais como cansaço extremo ou até mesmo tristeza. Esses sinais podem indicar a presença de quadros iniciais de depressão ou alterações em seu exame de sangue (geralmente alterações na contagem de hemácias ou na produção hormonal da tireóide).

Vale lembrar que fatores externos estão intimamente ligados com o eixo de produção de hormônios, sendo, portanto, fundamental avaliar o seu nível de estresse no trabalho ou na vida pessoal.

Meninas jovens devem ficar atentas ao surgimento desses sintomas após a introdução de pílula anticoncepcional, visto que cerca de 15% das usuárias de pílulas podem apresentar perda da libido.

Nessa publicação falamos mais detalhadamente sobre o uso de anticoncepcional e a perda da libido.

  • Alterações bruscas de peso

Se você sofre com o ganho de peso, mesmo se alimentando de forma correta e praticando exercícios físicos de forma regular, seus hormônios podem estar desequilibrados.

Um grande exemplo de desbalanço hormonal é o hipotireoidismo (diminuição na produção dos hormônios da tireóide), que causa um aumento súbito de peso associado à fragilidade nas unhas e queda do cabelo.

O mesmo vale se há perda de massa magra sem motivo aparente. É sabido que mulheres após os 50 anos tem uma perda acentuada de massa magra devido à diminuição da produção hormonal, porém sempre é válido ter uma avaliação médica adequada para afastar o diagnóstico de outras doenças.

  • Corpo e mente cansados e inquietos

Sem que haja um motivo aparente, você percebe que sua ansiedade aumenta e, junto com isso, há um cansaço extremo. Preste atenção se o cansaço demora a passar e está atrapalhando você a executar tarefas diárias e tomar decisões. Como já foi dito anteriormente, isso pode ser um sinal de desequilíbrio hormonal intenso.

  • Insônia

Pessoas que tinham uma rotina normal de sono e começam a ter problemas para conseguir dormir ou dormem, mas acordam no meio da noite, podem estar sofrendo de insônia.

Caso a mulher não consiga associar um acontecimento que possa acarretar esse problema, o distúrbio do sono pode indicar alguma alteração hormonal.

Lembrando que a obesidade prejudica a qualidade do sono devido ao risco de gerar apnéia do sono, portanto, sempre é ideal manter o peso dentro do índice de massa corpórea adequada.

Dê valor à sua saúde, procure sempre seu médico!

Agendar




Deixe um comentário