Select language
Blog


cisto roto ovariano

As mulheres em idade reprodutiva estão suscetíveis a apresentar cistos ovarianos, sendo essa uma das alterações ginecológicas mais prevalentes. Apesar de normalmente não apresentar sintomas, o cisto roto de ovário pode apresentar rompimento, que necessita de acompanhamento ginecológico adequado.

Para compreender melhor essa complicação, vamos explicar um pouco mais sobre o cisto ovariano roto e o seu tratamento. Acompanhe!

O que é o cisto roto de ovário?

Como já abordado anteriormente, o cisto ovariano é uma alteração comum entre as mulheres na idade fértil, principalmente entre os 15 aos 35 anos de idade e pode se apresentar de diferentes formas: folicular, corpo lúteo, endometrioma, entre outros.

O cisto folicular é o mais comum e ocorre quando o folículo ovariano, recrutado durante o ciclo menstrual, não é reabsorvido pelo organismo. Nesse caso, ele começa a crescer e acumular líquido, sendo que os folículos com diâmetro superior a 2 cm são chamados de cistos.

Na maioria dos casos, o cisto é reabsorvido pelo próprio organismo, não apresentando nenhum tipo de sintoma e não exigindo nenhum tipo de tratamento específico.

Entretanto, alguns cistos ovarianos podem atingir grandes dimensões e romper. Algumas situações podem favorecer a ruptura do cisto, tais como:

  • Trauma abdominal;
  • Relação sexual;
  • Constipação intestinal crônica;
  • Prática de exercício físico acentuado.

Quando ocorre a ruptura do cisto, a mulher pode apresentar cólicas abdominais semelhantes às cólicas existentes durante o período menstrual. Em casos mais graves, a paciente pode ter uma dor súbita e aguda na região pélvica, dores durante as relações sexuais, náusea seguida de vômitos, queda repentina da pressão arterial, sinais de anemia, fraqueza ou sangramento vaginal.

Independente da gravidade dos sintomas, um ginecologista deve ser consultado com urgência para melhor avaliação do caso.

cisto de ovário

Como tratar o cisto roto de ovário?

A conduta específica para o tratamento do cisto roto de ovário depende da gravidade dos sintomas.

Em casos leves, o tratamento consiste em repouso físico e sexual associado ao uso de medicações analgésicas e anti-inflamatórias.

Em casos graves, com sintomas típicos de sangramento acentuado causado pela ruptura do cisto, promovendo instabilidade hemodinâmica ou abdome agudo, pode-se realizar a videolaparoscopia cirúrgica para remoção cirúrgica do cisto e aspiração do conteúdo hemorrágico presente na cavidade abdominal.

Para prevenção contra a formação de novos cistos no futuro, o ginecologista pode avaliar a introdução de métodos anticoncepcionais hormonais que promovam um bloqueio na ovulação. Essa conduta é muito utilizada nos casos em que a mulher apresenta episódios repetitivos de cisto ovariano roto.

Entretanto, apenas o ginecologista poderá indicar o melhor tipo de tratamento, baseado na avaliação individualizada de cada caso.





Deixe um comentário